facebook_pixel

Fotografia é pra brincar também, sim, Senhor! – Pela desenhadora Juliana Cassab

Os Fundos Fotográficos trazem uma perspectiva lúdica e encantadora para a Fotografia. Colaboro com isso desenhando fundos, e agora eu preparei algo mais para completar esse cenário – vamos fazer álbuns especiais com as fotos feitas com esses fundos? Tem uma proposta linda aqui para você. Orgulho de parceria com a Daniela Bertolucci e possível pela colaboração do trabalho inspirado da Adriana Mendes. Olha só! Vem saber mais sobre esse projeto! 

 

Fotografia é pra brincar também, e muito! Sim, Senhor!

A fotografia cumpre funções tão variadas e fantásticas na vida das pessoas no mundo de hoje, que é quase impossível classificá-las. Quase não, é impossível. Entre tantas discussões, teorias e divagações sobre o tema, eu sempre me pergunto porquê ela não pode, com mais frequência, também servir para fazer sonhar e sorrir? Fotografia também é alegria e brincadeira!

Sobre os ensaios temáticos infantis

Fotografia: Adriana Mendes

Penso que a atmosfera lúdica dos cenários agregados aos ensaios fotográficos infantis deveriam ser considerados e vistos com mais generosidade pelas pessoas e pelo próprio meio fotográfico, que tem mania de dividir as atuações e mercados em importâncias e “des-importâncias” desnecessárias.

É uma oportunidade fantástica de fazer sonho realidade, de levar o outro ao mundo da fantasia, de encantar criança, adulto e velho. Mesmo que por alguns minutos, imagino o que se passa na cabecinha da criança, que desfila e interage com aquele espaço/palco, onde ela ali é estrela maior. Não seria como se ver personagem de filme ou livro infantil favorito, interagindo, representando e se igualando com seus heróis, princesas e encantamentos mil? Um mundo mais feliz e colorido se faz e eterniza ali, e trazer a criança para descobrir e brincar de fotografia junto de um cenário desses, sob a batuta de um profissional competente pode resultar em um trabalho delicioso de viver.

E é nisso tudo que eu penso quando desenho ilustrações para os fundos fotográficos da Dani – veja aqui que graça! Além de ser extremamente gratificante ver o meu trabalho fazer figuração para tanto sorriso.

 

Deixando a experiência mais rica

Um cenário montado em estúdio, com capricho e delicadeza, sensibilidade e olhar apurado pode colaborar a contar lindo histórias de infância. Ao fotógrafo, cabe saber como fazer isso, e buscar em cada detalhe reforçar essa experiência, com muito carinho, atenção e cuidado. A casa/estúdio é sua. Você é o anfitrião. Tudo adiciona: música, cheiro, figurino, complementos, trato pessoal, local onde mãe fica “assistindo”, o tempo destinado ao ensaio. Esse momento pode ser tão inesquecível quanto a própria fotografia, e esses ingredientes trazidos com competência podem agregar muito à relação que se constrói com cliente, que queremos ver voltar sempre.

Tomamos de exemplo a famosa Vila do Chaves. Olha esse fundo que eu desenhei.


Da série que atravessou gerações e encanta pelo lirismo há mais de 45 anos no ar, das flores das cortinas às bicicletinhas e samambaias, está tudo lá, desenhado. Faltando apenas o famoso barril, essa ausência foi pensada para dar a chance do fotógrafo trazer esse elemento real para interagir com as crianças.

  • Além de preparar o figurino, que tal colocar mais algumas bolas e brinquedos?
  • Já pensou em agregar balões, ou até uma mesa com toalha de chita (ou no chão mesmo, como pequenique?)
  • Fazer do ensaio de uma verdadeira Festa do Chaves com as crianças, extraindo sorrisos e expressões únicas?
  • É um ensaio que pode agregar uma turma (primos, irmãos), trazendo mais movimento e clientes.
  • Um cheirinho especial de infância bem sutil borrifado no estúdio, depois usado na sacola com a entrega do álbum e dos arquivos pode acrescentar também memória olfativa/afetiva.
  • E o que mais sua criatividade mandar!


Agregando mais ainda ao trabalho do fotógrafo

Eu via as fotos deliciosas que a turma da fotografia soltava nas redes, e pensava, puxa, é possível fazer mais. Deveríamos tentar manter essas histórias mais vivas e presentes além das postagens e dos arquivos entregues em pen drive. E eu queria meu dedo de artista nisso também.

Através das postagens da Dani, conheci o trabalho lindo da Adriana e a forma super profissional com que ela conduz sua abordageme meu deu um estalo.

Olha a turminha toda aí! Que lindeza! Olha essa criançada fotografada de forma tão competente!
Aí pensei comigo: “Seria muito possível ampliar o alcance desse trabalho”. Falei com ela e sugeri “Vamos desenhar um álbum especial com essas fotos?” Ela me enviou as fotos – muito, muito obrigada Adriana ♥ – e ooooooooooooolha que delícia de projeto temos!

Clica para ver inteiro e folhear.

Clica para ver inteiro e folhear.


Vamos desenhar um assim, com o seu ensaio?

Assim nasceu o primeiro álbum derivado das ilustrações dos fundos que faço para Dani, junto do trabalho inspirado da Adriana! Que orgulho de ter esses dois nomes assinados em parceria junto com o meu. Temos um projeto onde, utilizando o tema, eu reforço o trabalho do fotógrafo criando um espaço onde o convite à brincadeira continua viva, impressa com capricho para sempre.

Desenhar álbum ilustrado exige cuidado para que a fotografia não se perca em meio à uma profusão de coisas. Eu quando faço um desses, procuro integrar, criar relações e balancear elementos ilustrativos e fotografia. A bola da identidade da capa quica e passeia entre as páginas, dando ritmo e fazendo conexão. As frases escolhidas são dos personagens da série, com o significado lindo que o autor dá para o que criou ao pensar as histórias. Tudo com muita pertinência e delicadeza para encantar.

E aí, o que achou da proposta? Vamos desenhar um desses com seu ensaio?
Você me manda as fotos do seu ensaio, os nomes da turminha fotografada e seu logotipo, e eu entrego um álbum lindo, feito com encadernadora de qualidade aqui de Campinas. Entrego esta arte, impresso em papel fotográfico, no formato 15cm X21cm para vc fazer bonito com seu cliente. Ou ainda, se você quiser imprimir com seu fornecedor, faço e envio as lâminas. Veja aqui site mais sobre meu trabalho e minha bagagem. Me envie um e-mail para judesenhadora@gmail.com que conto como funciona.

 

Fundo, Álbum e Material de Apoio de Venda.

Quem já tiver adquirido o fundo com a Dani vai receber uma mensagem reforçando essa ideia e com esses presentinho nosso, um pequeno Kit de Vendas, para ajudar com as vendas. E quem comprar a partir de agora o Fundo da Vila do Chaves , receberá também e poderá reforçar a proposta do ensaio pensando em oferecer também um álbum, criado por mim, utilizando o tema. Entre em contato para saber os valores.

Acima: Capa para FanPage. Abaixo: Post para Stories do Insta e Postagem do Face, peças enviadas de presente por e-mail após a compra do fundo, para o fotógrafo inserir INFOS próprias e alavancar as vendas dos ensaios

 

Se a ideia pegar, pensamos em ampliar também para outros fundos. E aí, que tal? Dá um alô e deixa a gente saber. Ideias e sugestões são super bem-vindas também.  A gente, orgulhosamente, não pára de buscar movimentar as coisas e criar maneiras de fazer fotografia ganhar mais espaço na vida e coração das pessoas.

Bjuju no coração de todos.

Iluminação na Fotografia Newborn

A iluminação dramática de Luana Santos na fotografia Newborn.

Na segunda edição do congresso Newborn Carioca, em julho de 2016, abrimos um espaço para incentivar a participação de novos nomes e, por meio de uma votação, foram escolhidas as palestrantes do espaço DiCarioca, palco montado na área da feira de expositores presentes no evento. Tivemos mini palestras ministradas por Fernanda Oliveira, Mel Pierobom e Paula Massoni. A participação das três foi uma excelente contribuição para o sucesso da segunda edição do NC.

O DiCarioca evoluiu e passou a ser um evento "pocket" do Newborn Carioca. Estiveram presentes no evento as seguintes palestrantes, ao longo de 2016 e 2017:

  • Dani Bertolucci (marketing para fotógrafos, inspiração na fotografia de gestantes)
  • Liana Lemos (dúvidas sobre newborn em estúdio)
  • Vanessa Somellera (dúvidas newborn lifestyle)
  • Camilla Mello (cálculo de preço para fotógrafos)
  • Fernanda Oliveira (mini ensaios temáticos)
  • Ale Crisostomo (finanças para fotógrafos)
  • Amanda Delaporta (ângulos na fotografia newborn)

Através do Newborn Carioca e do DiCarioca, unimos dezenas de profissionais do Rio de Janeiro e formou-se um grupo muito rico em troca e conteúdo. 

Foi aí que conheci o trabalho da Luana Santos, que veio assistir a todas as palestras do DiCarioca. Seu estilo, criatividade e simpatia me encantaram e não pensei duas vezes: ela seria presença garantida na pauta de palestrantes do Newborn Carioca 2017. Nem preciso dizer que a reação do público foi super positiva!

Luana Santos palestrando no congresso Newborn Carioca



Desde então, Luana Santos já esteve presente no congresso Uai, Neném!, da fotógrafa Nanda Greis, em BH, e estará também no Newborn Lovers, em Porto Alegre. (Se tiver a chance de vê-la ao vivo, não perca!)



Nota: minha loja está patrocinando dois ingressos para o Newborn Lovers e para o FotoInnovation. As próximas duas compras de 600,00 ou mais ganharão um passaporte completo para um dos dois eventos, que acontecem essa semana!

Estaremos presentes com nossa loja nos dois, e darei uma palestra sobre Marketing no Foto Innovation.



O Brasil pediu para aprender o esquema de iluminação da Luana Santos e ela gentilmente criou um e-book, disponível aqui.

Ela deixa o seguinte recado:

"Depois de recebermos muitos pedidos sobre a maneira como iluminamos, resolvemos criar um e-Book com ilustrações dos nossos esquemas de iluminação favoritos. É um guia GRATUITO onde você encontrará informações valiosas, e que foi feito com muito carinho por nós para vocês!
Um estilo novo na fotografia Newborn, que vem a cada dia conquistando mais e mais corações"


Eu também espero que vocês aproveitem muito o guia. Tenho certeza que fará diferença na sua fotografia!

Um beijo,
Dani

Guia de iluminação na fotografia newborn, escrito por Luana Santos

Inspiração para ensaios de Natal

Fiz uma coletânea de fotos de ensiaos de Natal que recebi de minhas clientes. Espero que você se inspire e escolha um fundo fotográfico bem lindo para compor seu cenário esse ano. Se você quiser altas dicas de como fazer um mini ensaio de sucesso, dê uma lida neste artigo também

                               COM MUITA PRESSA? VÁ DIRETO PARA O MENU                                 PRONTA ENTREGA DE NATAL 

Se você gostou dessa lojinha de Natal do fundo 736...

Fundo fotografico de Natal 736

Fundo fotográfico em tecido de Natal

Também irá gostar destes modelos:

Fundo fotográfico de Natal 766

Fundo fotográfico de Natal 778

Fundo fotográfico de Natal 752

Se você gostou destes ensaios com o fundo 730, que tem pinheiros verdinhos e um efeito rústico, tipo papel amassado....

Fundo fotográfico de Natal em tecido

Também irá gostar destes modelos:

Fundo fotográfico de Natal 414

Fundo fotográfico de Natal 775

Fundo fotográfico de Natal 765

Se você gostou da cidadezinha de Natal do fundo 730...

Foto: Lee Doval

Também irá gostar destes modelos:

Fundo fotográfico em tecido de Natal 734

Fundo fotográfico de Natal 764

Fundo fotográfico em tecido de Natal 761

Se você gostou destes ensaios com o fundo 787....

Foto: Joyce Reche

Fundo fotográfico de Natal 735

Fundo fotográfico de Natal 798

Fundo fotográfico em tecido 750

Se você gostou destes ensaios com o fundo 787....

Foto: Débora Demétrio

Também irá gostar destes modelos:

Foto: Danielle Fontes

Foto: Maria Marcelena

Dicas de fotografia de Família Lifestyle pela fotógrafa Mari Siqueira

Dicas de fotografia de Família Lifestyle pela fotógrafa Mari Siqueira

A Mari Siqueira foi uma das primeiras fotógrafas a acreditar no sonho Newborn Carioca, há dois anos. Sua participação era garantida! Mas por incompatibilidade de horários e datas (eita, mineirinha ocupada! rs), não conseguimos concretizar os planos de tê-la como palestrante no congresso até esse ano, na terceira edição do  melhor evento de fotografia voltado para fotografia newborn e lifestyle do Rio de Janeiro. 🙂

Mari fala de como orientar a família sobre o que vestir para um ensaio de família lifestyle no vídeo abaixo. Afinal, nós somos os profissionais e nossos clientes não se sentem necessariamente à vontade diante da lente. Siga as dicas dela porque as fotos, ó, falam por si mesmas!

Prêmio Newborn Carioca

Vale a pena participar de um concurso de fotografia? Hoje vou falar sobre um dos muitos motivos para você se desafiar.

Do ponto de vista de SEO:
Qual é a diferença entre sua mãe compartilhar sua foto nas redes sociais e um site com tráfego alto – como www.newborncarioca.com.br e danibertolucci.com, além de todos os nossos parceiros e expositores – linkando para sua foto em seu site e redes sociais? Cada clique vindo de um site bem “rankeado” no Google irá gerar mais visitas de qualidade. Ou seja, obter tráfego de um site de alta qualidade vai dar ao seu site mais importância aos olhos do Google.

Resumindo, o clique vindo de nossas páginas lhe dará mais retorno que sua mãe compartilhando sua foto no Facebook. 🙂

E quanto mais prêmios e participações em concursos você acumular, mais elevada será a classificação do seu site nos diretórios do Google. O que isso significa? Mais chances de você aparecer nas buscas de “fotógrafo premiado” ou “fotógrafo finalista”.

Vai perder essa chance?

Entra lá e se inscreve logo! Você tem até dia 20/08 para enviar suas fotos. São duas categorias: Newborn e Família. Os detalhes estão aqui: www.newborncarioca.com.br/concurso

Um beijo, e boa sorte!

Dani Bertolucci

2 poses no wrap – Luana Santos mostra como!

Adoro conhecer gente talentosa! Quando conheci a Luana, mesmo antes de ver suas fotos, senti uma vibe muito boa. Sabe quando a gente SABE? Então. Foi assim.

A Luana vai palestrar no Newborn Carioca no dia 16/09. Você já se inscreveu pra descobrir como ela faz essa luz linda que deixa todo mundo apaixonado por suas fotos?

Ontem foi a Live da Luana. Quem perdeu pode ver as dicas de wraps por aqui. Corre lá porque tá bom demais!

Beijos,

Dani

PS:Falando em Newborn Carioca, você já mandou sua foto pra concorrer ao Prêmio Newborn Carioca? Não? Oi? Então você não deve ter visto a lista de prêmios
PPS: Já viu as fotos lindas que ela fez com nossos fundos fotográficos? 🙂

 

 

 

 

 

Vender propriedade intelectual alheia – pode isso?!

UPDATE 1: Opinioes nos comentários mantidas. Perseguições, ofenças, ameaças e surtos psicóticos deletados.

UPDATE: material editado para evitar dores de cabeça, para que nos exemplos que mostrei não seja mais possível identificar onde e quem fez esse tipo de pratica, ainda que tenham sido posts públicos no Facebook. Também não estou afirmando que quem faz isso é um criminoso convicto e uma pessoa ruim, mas mantenho minha posição. É anti ético e é um crime vender produtos digitais sem autorização, devemos nos fortalecer para não cair nessa roubada por necessidade ou comodidade.

Segue o texto original com algumas notas.

Dizem que polemizar é ruim para a carreira. Eu acredito que a omissão é pior.

Há tempos que venho me sentindo muito incomodada pela cara de pau de certas pessoas que se dizem profissionais da fotografia. Em vários grupos do nosso meio, indivíduos aparecem anunciando e vendendo actions e outros produtos digitais que não lhes pertence. Você provavelmente faz parte de algum grupo desse e talvez nem saiba. Ou talvez saiba. Uma vez fui até colocada num grupo onde estavam fazendo uma vaquinha pra comprar um curso online. A desculpa era que o curso era em dólar e ficava muito caro em reais. Saí do grupo. Obviamente, fui chamada de chata, careta, caxias, e até de “nascida em berço de ouro”! (Hahahahaha! Um dia conto a história da minha mãe adolescente subindo ladeira com compras na mão e comigo no colo debaixo de tiroteio, ou de quando meu pai trabalhava tão longe, mas tão longe da civilização que tinha que viajar seis horas para LIGAR pra família). Mas, enfim, dane-se o que pensam de mim.

Falo com todas as letras: pra mim, vender propriedade intelectual digital é ROUBO. Equivale a furtar uma lente ou comprar equipamento roubado. Os fins não justificam os meios, por mais que se esteja passando por dificuldades financeiras. Usar software pirata? Não pode. Dar a senha do curso online pro amiguinho? Não pode. Nenhuma desculpa cola. A comunidade fotográfica é muito unida (falo sobre isso ali embaixo, no meu comentário em resposta ao post) e, em sua maior parte, honesta, mas de vez em quando aparece uma galera se fazendo de coitadinho. O penúltimo episódio de que tive conhecimento foi num grupo do facebook.

NOTA: Sim, eu sei que provavelmente estou dando ibope pros criminosos.

NOTA2: tirei o link do grupo porque interpretam que a crítica era ao grupo.

Tentei me calar sobre o assunto, mas fui vencida pela quantidade de posts deste gênero que apareceram.

Quando um colega tem seu equipamento roubado, nós todos compartilhamos o post avisando para ninguém comprar de ladrão. Mas, por um motivo que não sei explicar, essa mesma pessoa que sofreu o assalto aparece no grupo vendendo coisa roubada. Faça-me o favor! Não sou dona da verdade, mas fui educada com valores de ética e trabalho duro que não me permitem mais ficar calada diante esse absurdo.

O post foi este:

 

[  ]

Nota: tirei o print porque tinha a logo da vítima do roubo do equipamento. Tive o cuidado de não mostrar o nome dele, mas a logo passou batida.

 

Abaixo, minha resposta, que foi postada nos comentários do post pedindo as tais doações. Aguardo a sua nos comentários.

Beijos,
Dani

Vou polemizar. Antes de mais nada, sinto muito pelo que aconteceu com você. É algo trágico a que TODOS nós fotógrafos estamos sujeitos. O que me causa espanto é você pretender resolver sua situação praticando o mesmo crime do qual você foi vítima. Vender propriedade intelectual, seja digital ou não, é roubo. É como roubar equipamento e vender no mercado negro. Nós da comunidade fotográfica já nos juntamos inúmeras vezes para ajudar vitimas de roubos e doenças. Vide o caso do bebê Bento, ajudado por centenas de fotógrafos como Carla Durante, Lidiane Lopez e muitos outros que aderiram à campanha para ajudar a mamãe Camila Battistini. Teve o caso do filho da Mariana Bomtempo, cujo caso era gravíssimo e a Daniela Margotto formou uma legião de almas fotográficas caridosas que se juntaram para doar ensaios e levantar o dinheiro para que o menino fosse operado e cuidado no exterior. Teve o caso da Nina Estanislau, que teve seu material roubado. O mesmo aconteceu há pouco com a Danny Bittencourt e seus alunos em Porto Alegre que sofreram um assalto durante o workshop e os ladrões levaram todos os equipamentos. Neste caso foi feita uma vaquinha com ajuda da Amanda Delaporta Amanda Delaporta Newborn: https://www.vakinha.com.br/…/ajuda-aos-alunos…
Além destes exemplos, um dos mais recentes foi o caso da Taninha, que recebeu uma cadeira de rodas depois de a Flavia Vargas comecou uma campanha gigantesca para arrecadar dinheiro, com fotografos voluntários doando seu tempo, trabalho e dinheiro para oferecer palestras riquíssimas em conteúdo. Dentre os palestrantes estavam Leiliane Doval, Carolina Tardelli, Gisa Rizzo Fotógrafa, RomuloVidal e
muitos outros, além de fornecedores que doaram, assim como eu, propse fundos fotograficos para leilão. Teve também o Josué Ferreira que leiloou um ingresso para o seu evento click family. No último DiCarioca, arrecadamos e doamos toda a renda das entradas para uma instituição de caridade que atende mães adolescentes gestantes e seus bebês. Além disso, o Newborn Carioca irá leiloar um ingresso para o congresso para ajudar outra instituição. Enfim, cada um sabe onde seu calo aperta, mas nenhuma tragédia é desculpa suficiente para abandonar toda sua moral e ética e cometer um crime para sanar outro. Você tem muitas alternativas e se precisar de ajuda, estarei à disposição para qualquer coisa que precise, exceto promover pirataria de cursos e materiais digitais que, na esfera da ética, equivale a roubo. Os fins nunca justificação os meios. Boa sorte para recuperar o que perdeu, mas espero que encontre uma maneira de fazê-lo com princípios morais.

 

Update: fui dar um print do post que comentei, e eis que me deparo com este outro post fofo da caridade criminosa:

 

Nota: print retirado porque a foto da pessoa que se expôs no grupo não que ser exposta aqui.[  ]

Não demorou para encontrar o fornecedor original que criou as asas, que estão à venda na etsy:

Sinceramente, eu espero que as dezenas de pessoas que comentaram nestes posts interessadas em “ajudar” o colega não percebam que estão colaborando com o crime.

 

 

Tutorial Photoshop Pele do Bebê

A Liana Lemos preparou este tutorial de Photoshop para ajudar você, fotógrafa newborn, a tratar a pele do bebê e tirar a vermelhidão.

O curso de tratamento

O Ronald McDonald da fotografia

Eu acredito na bondade das pessoas.

Mais uma prova disso foi um papo que rolou no grupo do Newborn Carioca no What's App sobre caridade. Estávamos conversando sobre o próximo evento Dicarioca, que acontecerá em junho e cuja renda será doada para uma instituição onde a fotógrafa Vanessa Somellera faz trabalho voluntário. É uma casa que acolhe adolescentes grávidas e seus filhos.

A fotógrafa Luana Menário comentou:
"Falando em trabalho voluntário, eu gostaria muito de fazer, só não sei o que nem como. Talvez fazer fotos de crianças que nunca tiveram oportunidade. Se alguém tiver algum algum projeto neste sentido e puder me incluir, eu agradeço muito."

A Susiley da AutoFocus sugeriu o seguinte:
"Uma coisa que de vez em quando eu faço é uma rifa de mini ensaio. E a renda vai pro grupo de trabalho social q participo.Você pode tb pedir doações de leite pó ou fralda nos seus mini ensaios e doá-los a um lar/orfanato..."

E a Fernanda Oliveira, da Photo de Fato, sugeriu outra forma de aliar a caridade ao trabalho:
"O que faço às vezes é vender o mini ensaio com 10 fotos. O cliente que traz uma doação (que escolho dependendo da época) ganha mais 5 fotos. Aqui da super certo!"

Eu acredito muito nas pessoas. Parto sempre do pressuposto que as pessoas são boas, do bem - o que pode ser até interpretado com ingenuidade. Acredito que a maioria quer o bem do próximo, mesmo tendo infinitos maus exemplos vindo de cima em nosso País...

No esquenta para meu workshop de marketing dia 05/06, minha cabeça não para de pensar em formas de conquistar novos clientes e fidelizar os já existentes. Nós fotógrafos temos a vantagem de ter um trabalho simples de ser aliado a boas ações. Isso se chama marketing social.

Gostaria de acrescentar uma ideia ao que minhas colegas falaram acima. É uma iniciativa que reforça assuntos que já falei antes. Se você quer atrair e conquistar novos clientes, ou talvez apenas oferecer algo especial para os clientes que já depositaram a confiança e o dinheiro deles em você, tá valendo!

- Escolha uma instituição para contribuir
- Anuncie que fará um dia de ensaios de 20 minutos em prol desta instituição
- Deixe claro e documentado que as fotos poderão usadas para divulgação do seu trabalho nas redes sociais ou em seu blog/site.
- Defina a melhor forma do cliente contribuir: doação em dinheiro, leite em pó ou agasalhos, por exemplo. Eu prefiro doações em dinheiro direto na conta da instituição porque servem como garantia de que você não levará um bolo. Só reserve o horário mediante comprovante.
- Escolha um único tema para os ensaios. Pode ser fazendinha, pirata, sereia, pescaria, Paris, festa do pijama... O céu é o limite para sua imaginação (e na loja você certamente encontrará um fundo perfeito para todos esses e outros temas! rs)
- Agende um dia para fotografar os ensaios e marque um a cada meia hora (sem esquecer do horário de almoço)
- Fotografe muito e entregue 5 a 10 fotos digitais, via WeTransfer, Dropbox ou Google Drive.

Sim, você deu uma de Ronald McDonald e aproveitou para praticar o bem e promover sua empresa. Não, não há nada de errado com isso.

Em breve colocarei essa ideia em prática e conto pra vocês como foi.

Pronto! Você fez uma boa ação, fortaleceu sua marca, reencontrou clientes antigos e conheceu novos.

Agora é só ser feliz!

Um beijo,
Dani